Estudos sugerem que tipo sanguíneo tem relação com vulnerabilidade à Covid-19

Algumas pesquisas preliminares realizadas por cientistas da Southern University of Science and Technology (SUSTech), em Shenzhen, na China, pesquisadores do Hospital Universitário de Oslo, na Noruega, e pesquisadores alemães da Universidade de Kiel avaliam a possibilidade do tipo sanguíneo estar relacionado à intensidade das reações à Covid-19.

Segundo os indicativos encontrados até o momento, pessoas do grupo A são mais suscetíveis ao novo coronavírus e apresentam maior risco de morte por Covid-19, enquanto pessoas do tipo O correm menos risco de contrair e morrer pela doença.

Analisando o tipo sanguíneo da população local das áreas estudadas e o tipo sanguíneo dos pacientes internados com quadros graves da doença, a proporção de doentes com o tipo sanguíneo A foi a mais expressiva pertencendo a este grupo sanguíneo os pacientes que mais apresentaram risco de insuficiência pulmonar e morte, enquanto pessoas do grupo sanguíneo O foram detectados em menor número. Este mesmo padrão foi encontrado em grupos de diferentes faixas etárias e gênero.

Os estudos consideraram pacientes com necessidade de hospitalização pelo novo coronavírus, não integrando os contaminados com sintomas leves e que permanecem em isolamento em casa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?