Meu bebê mudou: os saltos de desenvolvimento

A chegada de um bebê é um momento especial, ansiosamente esperado e desejado, mas também temido. Nos primeiros dias mãe e bebê começam a se conhecer e aos poucos vão criando vínculos, estabelecendo rotinas até o ponto onde a mãe se sente mais segura em relação às necessidades do seu bebê. 

 

De repente, de um dia para o outro, o comportamento do bebê muda. O sono sofre alteração, o horário e frequência das mamadas pode mudar, o bebê fica mais agitado e exigente, precisando mais do colo da mãe e do pai. Essa é a loucura dos primeiros dias do salto de desenvolvimento. 

 

O saltos de desenvolvimento se referem a períodos que ocorrem na vida do bebê de tempos em tempos quando eles estão adquirindo uma nova habilidade. Como o cérebro do bebê ainda não está completamente desenvolvido, ao ampliar sua capacidade e aprender novas competências como rir, descobrir as mãos, os pés, aprender a engatinhar, andar, seu cérebro demora um período para se adaptar. Com a mudança nos sistemas perceptivo e cognitivo, o bebê passa a ter sentimentos de insegurança e angústia. 

 

Neste período de salto na maturidade neurológica o bebê mais necessita do colo e do peito da mãe. Afinal, o bebê entende a mãe como uma extensão do seu próprio corpo. Para os pais pode ser um período bastante cansativo, mas é preciso paciência e compreensão. 

 

O melhor a ser feito é não limitar o colo, o peito, o contato que acalmará levando segurança ao bebê. Estes são períodos essenciais para estreitar ainda mais o vínculo.

 

Cada bebê é um universo próprio, e portanto os saltos de desenvolvimento podem acontecer um pouco antes ou um pouco depois dos períodos listados aqui, mas podemos mais ou menos prevê-los de acordo com a orientação abaixo:

 

– 5 semanas – 1 mês

– 8 semanas – 2 meses

– 12 semanas – 3 meses

– 19 semanas – 4 meses

– 26 semanas – 6 meses

– 37 semanas – 8 meses

– 46 semanas – 10 meses

– 55 semanas – 12 meses

– 64 semanas –  14/15 meses

– 75 semanas – 17 meses

 

Durante estas fases os bebês têm alguns comportamentos característicos:

 

  • De uma hora para a outra o bebê começa a acordar várias vezes durante a noite para mamar e só volta a dormir na companhia da mãe ou do pai;
  • Fica mais carente, pedindo colo e o carinho da mãe em diversos momentos, do dia e da noite;
  • Come ou mamar menos;
  • Recusa o colo das outras pessoas;
  • Começa a fazer coisas novas, como: sorrir, segurar os objetos com as mãos, firmar a cabeça, sentar, engatinhar, caminhar, etc.;
  • Ao final da crise o bebê demonstra felicidade pela superação da crise e aquisição de novas habilidades.

 

Nem sempre é fácil, mas respire fundo, dê o suporte que o seu bebê precisa e saiba que esta fase vai passar e você verá o desenvolvimento e as novas aptidões com muita alegria. Brinque, beije, abrace, cuide, estes ciclos são de suma importância e terão reflexos na relação de vocês por toda a vida.

× Como posso te ajudar?