Recupere o controle da sua saúde física e mental

Respirar, uma das ações mais naturais de um ser humano também é uma das armas mais poderosas quando executada com consciência. Essa afirmação não é nenhuma novidade no Oriente, onde diferentes práticas e filosofias colocam como ponto central a respiração ativa e consciente. Por aqui no Ocidente, o que percebe-se é que no decorrer da vida vamos desaprendendo a respirar, enquanto todo bebê respira profundamente com o diafragma, o que vemos nos adultos são respirações curtas que se detém ao peito causando malefícios diversos.

 

Cada vez mais cientistas e estudiosos se dedicam a compreender o impacto que a respiração tem na nossa saúde física e mental. Os achados até agora surpreendem, além de ajudar a acalmar e relaxar o organismo, a respiração consciente também é capaz de eliminar as toxinas que se formam no corpo, equilibrar as funções orgânicas e  até mesmo ajudar a fortalecer organismos debilitados.

 

Enquanto a respiração curta, rápida, e superficial contribui para o surgimento de problemas como pressão alta e depressão, a respiração consciente melhora a capacidade pulmonar, já que os pulmões se expandem mais e suportam um volume de ar cada vez maior. Ganho importante especialmente para pacientes com asma, bronquite ou alergias respiratórias.

 

Nosso cérebro também fica em estado de alerta quando há redução de oxigênio no corpo, impedindo que o sono profundo e restaurador seja alcançado. Da mesma forma, o coração é prejudicado, dado que a má oxigenação do sangue aumenta a atividade cardíaca, causando uma sobrecarga no órgão. Ao respirar profundamente há um relaxamento dos músculos do coração e uma redução na pressão arterial e na frequência dos batimentos cardíacos.

 

Em uma respiração prolongada o movimento do diafragma estimula o intestino melhorando a digestão e o funcionamento intestinal. Para além de reduzir a tensão, uma maior oxigenação do corpo também propicia um melhor funcionamento do metabolismo, favorecendo o emagrecimento, além de combater os radicais livres, evitando o envelhecimento precoce.

 

Tudo isso ainda não te convenceu de que vale a pena respirar lentamente expandindo o diafragma? Tudo bem, tem mais. Esta mesma respiração ativa e consciente combate o estresse e a ansiedade. A respiração curta deixa o sistema nervoso instintivamente em estado de alerta, pronto para encarar situações tensas ou estressantes. O nível baixo de oxigênio no cérebro também torna o raciocínio confuso e sem foco, favorecendo reações impulsivas e impensadas. Ao respirar com calma e consciência estimulamos a liberação de um neurotransmissor que age como um potente calmante e ansiolítico natural. Em momentos de crise de ansiedade e de outros transtornos, respirar profundamente restabelece a tranquilidade e o controle das emoções.

 

Para funcionar bem, plenamente, o cérebro precisa de uma grande quantidade de oxigênio caso contrário enfrenta problemas com atenção, concentração, memória, raciocínio lógico e compreensão.

 

Reaprendendo a respirar:

 

  1. Escolha uma posição que seja confortável para você: sentado com a coluna ereta ou deitado;
  2. Coloque a mão sobre o abdômen, entre o umbigo e o esterno, para sentir a movimentação abdominal durante a respiração;
  3. Inspire pelo nariz contando até quatro. Sinta o ar encher os pulmões e o abdômen subir;
  4. Segure o ar dentro dos pulmões por dois tempos;
  5. Expire pela boca, esvaziando os pulmões e a barriga, contando até quatro novamente;
  6. Repita o processo duas ou três vezes, depois continue respirando pelo abdômen sem contar tempos.

Durante esse processo, é importante ficar atento ao peito e aos ombros. Se o tórax se elevar ou os ombros forem em direção à cabeça, mesmo que haja movimentação da barriga, outros músculos estão sendo utilizados na respiração. Corrija as falhas, uma vez que a ideia é que a respiração seja feita unicamente a partir dos movimentos do diafragma.

 

Práticas como yoga, pilates, meditação e mindfulness utilizam essa respiração prolongada e  podem te ajudar a ter todos estes benefícios. Você tem sentido que está fora do seu eixo, do seu equilíbrio? Experimente respirar profundamente, só vai te fazer bem.

× Como posso te ajudar?