Todos juntos na luta contra o câncer de mama

O outubro Rosa nos lembra da importância da prevenção e do diagnóstico precoce, que aumenta as chances de cura do câncer de mama. 95% dos casos identificados em estágio inicial têm possibilidade de cura. O câncer de mama é o segundo tipo de câncer mais comum entre as mulheres no Brasil, atrás apenas do câncer de pele, corresponde a 29% dos novos casos da doença ao ano. 

 

O autoexame e a mamografia anual devem ser realizados pelas mulheres a partir dos 40 anos, a partir dos 35 anos para mulheres com risco aumentado, estes são os maiores aliados no diagnóstico precoce.

 

Infelizmente não ter histórico de câncer de mama na família não é uma garantia de que você não terá. 85% das mulheres com câncer de mama não tem histórico familiar. Fique atenta!

 

Como o Câncer de Mama Começa?

 

As células mamárias se tornam cancerígenas quando sofrem mutações no DNA, essas mutações podem ser de caráter hereditário ou adquiridas. Muitos fatores de risco aumentam a chance de células normais tornarem-se cancerígenas, os hormônios desempenham um papel importante em alguns tipos de câncer de mama. 

 

O câncer de mama pode ser percebido em fases iniciais, na maioria dos casos. O sintoma mais comum é o aparecimento de um nódulo. Mas qualquer alteração deve ser comunicada imediatamente ao médico, ainda que uma mamografia ou exame clínico tenha sido realizado recentemente. Toda atenção é necessária, já que algumas mulheres que têm câncer podem não apresentar nenhum desses sinais e sintomas. É importante sempre observar seja no banho, no momento da troca de roupa ou em outra situação do cotidiano. 

 

Sinais e sintomas do câncer de mama:

 

Inchaço de toda ou parte de uma mama (mesmo que não se sinta um nódulo).

Nódulo único endurecido.

Irritação ou abaulamento de uma parte da mama.

Dor na mama ou mamilo.

Inversão do mamilo.

Eritema (vermelhidão) na pele.

Edema (inchaço) da pele.

Espessamento ou retração da pele ou do mamilo.

Secreção sanguinolenta ou serosa pelos mamilos.

Linfonodos aumentados

 

Qual o melhor período para avaliar as mamas?

Se você ainda menstrua, a melhor época do mês para avaliar as próprias mamas para procurar alterações é alguns dias após a menstruação, quando as mamas estão menos inchadas. Para quem já passou a menopausa, o autoexame pode ser feito em qualquer época do mês.

 

Posso ter filhos após o câncer de mama?

O câncer de mama é mais frequente em mulheres mais velhas. Apesar de muitas mulheres engravidarem mesmo após o tratamento do câncer de mama, como o tratamento pode afetar de maneira importante a fertilidade, uma mulher jovem que deseja engravidar deve conversar com seu médico sobre todas as opções antes de iniciar o tratamento. Como cada caso é único, somente o seu médico poderá analisar e recomendar o tempo ideal para tentar engravidar, em geral a orientação é aguardar 2 anos após o término do tratamento.

 

Faça o autoexame sempre. Estar atenta à saúde das mamas é fundamental para a detecção precoce do câncer da mama. Se toque!

× Como posso te ajudar?